Marca de café especial brasileiro apresenta conceito gráfico inovador para o setor

12:10:00 Adriana LARA 3 Comments

O resultado foi uma marca moderna e com um frescor necessário em um setor marcado por projetos gráficos tradicionais e esteticamente semelhantes.



Se Nau lembra náutico não é mera coincidência. O nome Café Nau foi inspirado nas embarcações que descobriram o Novo Mundo. Não nos barcos em si, mas sim na água (fundamental do plantio até o preparo do café) e no encontro de pessoas que, saindo de um mundo antigo, se aventuraram a buscar novos sabores, aromas e histórias. A ideia de criar uma identidade visual de café guiada pelo azul do mar foi trazer novas sensações – uma paleta bem diferente da que se encontra nas embalagens de sempre das prateleiras. O resultado foi uma marca moderna e com um frescor necessário em um setor marcado por projetos gráficos tradicionais e esteticamente semelhantes.
A partir de uma metodologia própria, o Café Nau em parceria com a TV1.com reuniu uma equipe de profissionais com experiência em e-commerce, comunicação digital, relações públicas e branding na mesma xícara – ou na mesma sala por alguns meses. Foram realizados estudos, imersões, workshops e diversas análises de mercado, consumo e tendências. Desse trabalho, surgiram os ingredientes do novo produto: construção e proposição de marca, naming e branding com design consistente. A agência Kous9 é a responsável por aplicar todo o conceito criado nas embalagens, e-commerce da marca e nas diversas peças de comunicação.
“Depois de muito planejamento e análise, optamos por um conceito que não se inspira nos tradicionais tons de terra, marrom e preto, nem no luxo ou nos nomes complicados para definir cada sabor de café. Preferimos contar outra história: a água como elemento essencial da vida, do plantio até chegar à xícara.”, revela Mauricio Moreira, diretor de planejamento da TV1.Com.



Assim como os vinhos, Café Nau também vem em safras. Novos grãos são selecionados nas principais regiões cafeeiras do Brasil todos os anos. Os cafés da marca são sempre microlotes de origem única e categoria especial - com pontuações acima de 80 (metodologia SCAA). Café Nau conta com uma equipe especializada de coffee hunters, degustadores certificados e mestre de torra comprometidos em encontrar os melhores grãos e definirem a curva de torra ideal para cada café. Outra preocupação da empresa é a de comprar cafés somente de propriedades com certificação de origem e gestão sustentável.  
“Trabalhamos para oferecer ao brasileiro o melhor do seu próprio café. Acreditamos que uma marca com um tom de voz descomplicado e alegre aproxima as pessoas do mundo do café especial. Queremos contar a história por trás da xícara e democratizar o café especial brasileiro. Ouvir as pessoas também é uma de nossas prioridades. É através do diálogo que inovamos. Aliás, conversa boa e café sempre foi uma excelente combinação.”, conta Mariana Finco Chryssafidis, uma das fundadoras do Café Nau.  
O projeto de identidade visual, materiais institucionais e embalagens estão no ar, no e-commerce da plataforma www.nau.cafe e também nos perfis da marca no Facebook e Instagram. O Café Nau foi lançado no sul do Brasil, onde já pode ser encontrado em pontos de vendas nas cidades de Porto Alegre, Florianópolis e Londrina.  



 Sobre o Café Nau:
À frente da empresa estão Fabiano Strey, Gilberto Strey e Mariana Finco Chryssafidis, três amigos empreendedores, cheios de ideias e movidos por uma paixão em comum – o café. Essa combinação, somada ao desejo de criar uma marca de café especial brasileiro que realmente fizesse diferença no setor, foi a mistura perfeita para o nascimento do Café Nau. A missão da empresa é trazer o que o Brasil produz de melhor em cafés de categoria especial a cada nova safra. Investir em práticas modernas e sustentáveis de gestão e no relacionamento com as pessoas também está entre as prioridades da empresa.

43 9 9600-1184
@naucafeBR

3 comentários:

  1. Diz-me uma coisa Dri. O café em cápsulas também viralizou aí no Brasil? Por aqui toda a gente tem uma maquineta dessas em casa mas o resultado não é muito animador para o ambiente, porque a maioria das pessoas não recicla o desperdício.
    Estou seriamente a ponderar voltar às máquinas de grão.
    Abraço
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderExcluir
  2. Ruthia, aqui tb... eu não tenho e não me apetece uma máquina dessas, prefiro mil vezes o café coado em coador (até de tecido) ou prensado a la francesa, do que o das máquinas (o sabor não me parece ser o mesmo do tradicional café, que bebo há mais de 50 anos)... Mas aqui no Brasil é 90% (acredito eu) da população que bebe café, já tem uma máquina de cápsula... (arg)... Agora me diz, tem coisa melhor que o aroma a se espalhar pela casa/cozinha ? ainda mais nos dias frios?? bjs!!

    ResponderExcluir
  3. Ótimo post amiga!
    As embalagens são bem modernas e eu amei o nome "NAU"
    Bjus!

    https://bomboneca.blogspot.com.br/
    @alinelaitarte

    ResponderExcluir

Deixem seus comentários! Adoro saber o que vocês pensam sobre as postagens do TdD! bjs