DOCOL RESPONDE: Sete dicas para a compra correta de metais sanitários

14:09:00 Adriana LARA 3 Comments

Torneira com bica alta ou curta? A pressão da água na minha casa influencia no modelo do metal que devo comprar? O melhor é comprar primeiro a cuba ou o misturador? Escolher corretamente os metais sanitários da casa não é tarefa fácil para consumidores de primeira viagem. A Docol – empresa referência em chuveiros, válvulas de descarga, misturadores e torneiras – elencou as principais dúvidas dos consumidores. E o coordenador de especificação técnica, Leandro Stechinski revela sete dicas para não errar na compra:
1 – O que o consumidor precisa saber antes de entrar na loja: O primeiro aspecto a ser considerado é pressão necessária para que o produto funcione perfeitamente. Contudo, é muito importante informar ao vendedor se a compra é pra uma casa ou apartamento. Sendo prédio, qual o andar que mora e quantos andares têm o edifício. Por exemplo, a saída da água quanto mais distante da caixa d’água, maior a pressão.
Outra sugestão é tirar fotos de referência dos pontos a serem colocados ou trocados, os metais sanitários. Com algumas imagens o vendedor poderá ver questões importantes como alturas, os modelos das cubas e lavatórios, os pontos das saídas de água etc.
No caso de troca de metais sanitários, independe saber qual é a marca, exceto para válvulas de descarga e registros de gavetas e de pressão, que nesses casos, os acabamentos necessitam de compatibilidade de modelo e marca.
2 – Primeiro escolho a cuba ou a torneira? Independe. Se o consumidor já possui preferência pelo tipo e modelo de metal sanitário, o ideal é que ele veja a cuba em segundo plano, que seja compatível ao misturador ou torneira desejada.
4 – Quando escolho a bica alta ou bica baixa? E a de parede? 
Existem metais com bica baixa, bica alta e os modelos de paredes. Metais com bica alta e de parede são mais utilizados para compor ambientes que optem por cubas de apoio. Como a altura das cubas é variável, é sempre importante confirmar se o metal é adequado. Para metais de parede, recomendamos sempre 10 a 15 cm de distância entre a borda da cuba e a saída de água do produto. Os outros modelos de cuba geralmente harmonizam melhor com metais com bica baixa, porém a escolha é sempre do consumidor.
5 – Além do próprio metal sanitário, preciso de algum componente extra para a instalação? Muitos consumidores compram um metal e acham que a solução já vem completa, com todos os componentes necessários, como flexíveis e válvula de saída da água. Mas não. O comprador precisa ficar atento e pedir orientação ao vendedor. Por exemplo, dependendo do ponto de saída d’água, talvez seja necessário comprar flexíveis. Já válvulas de saída água nem sempre acompanham o metal. Para não errar, o consumidor deve sempre consultar o instalador hidráulico e fazer um check list para passar ao vendedor, que orientará quais componentes já acompanham os produtos.
6 – Qual a diferença do regulador de vazão e do arejador? Existem vários modelos de arejadores. Todos economizam água. Tem os de vazão variável e os de vazão constante. Estes substituem o registro regulador (RRV), porque ele vai controlar para que a vazão seja sempre constante. Já se for variável, o registro regulador pode contribuir ainda mais, sendo usados simultaneamente. Desta forma, a economia pode chegar a 40%.
7 - O Registro Regulador de Vazão (RRV) serve apenas para regular a quantidade de saída de água? O registro (RRV) tem três funções: regular a vazão de água, principalmente em locais de alta pressão; também serve como registro de gavetas, para que o consumidor possa realizar eventuais manutenções no produto, sem interromper o fornecimento de água no local e a terceira função é que essa pecinha tão simples possui internamente uma peneira, que retém as impurezas para não danificar o produto.

Sobre a Docol
A Docol é a maior exportadora de metais sanitários da América Latina, pioneira e líder no Brasil na fabricação de produtos que garantem o uso consciente da água. Está presente em todos os estados brasileiros e em mais de 40 países. Com quase 60 anos, sua história é marcada pelo empreendedorismo, desenvolvimento tecnológico próprio e respeito ao meio ambiente, presente em todo processo produtivo.

3 comentários:

  1. Gostei do post legal conhecer essa marca.
    Bem legal as dicas para escolher os metais sanitários.
    Beijos
    Jana Makes Esmaltes e Cia
    Instagram
    Fan Page

    ResponderExcluir
  2. Dicas importantes Dri, detalhes que fazem a diferença, beijos.

    ResponderExcluir
  3. Que legal, excelentes dicas para nos consumidores!

    Beijos

    www.aesperadomeubernardo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Deixem seus comentários! Adoro saber o que vocês pensam sobre as postagens do TdD! bjs